Deputado ligado a Bolsonaro e Moro quer impeachment de Marco Aurélio

"Nada justifica essa falha do ministro Marco Aurélio e estou ingressando amanhã junto ao Senado com um pedido de impeachment contra o ministro", afirmou o deputado Capitão Augusto (PL-SP), após o ministro do STF conceder habeas corpus a um dos líderes do PCC, André do Rap. O parlamentar foi relator do pacote anticrime apresentado por Sérgio Moro

Luis Macedo/Câmara dos Deputados | STF
Luis Macedo/Câmara dos Deputados | STF (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados | STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Capitão Augusto (PL-SP) afirmou que apresentará nesta semana um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio, após conceder habeas corpus a um dos líderes do PCC, André do Rap. O parlamentar foi relator do pacote anticrime apresentado pelo então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

"Nada justifica essa falha do ministro Marco Aurélio e estou ingressando amanhã junto ao Senado com um pedido de impeachment contra o ministro. Sabemos obviamente da dificuldade [de aprovação] e não somos inocentes de imaginar que ele será impedido de continuar exercendo suas funções, mas o mínimo que a sociedade espera é que ele venha dar explicações sobre esse ato de lei", disse o parlamentar ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan.

De acordo com o deputado, o artigo usado pelo ministro para determinar a soltura de André do Rap não estava no relatório inicial. "Lá no grupo de trabalho esse item específico não constava no pacote do ministro Moro, não tinha nenhum item que favorecia ou que poderia gerar a impunidade para criminosos e esse item foi incluído contra a vontade do ministro Sergio Moro e foi aprovado no Plenário. Foi uma falha do Congresso e nós avisamos", disse. 

"É lamentável essa postura do ministro, mas o Congresso também errou ao provar esse item e dar margem a juízes garantivistas, que beneficiam um marginal como esse", acrescentou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247