Deputados de extrema-direita tentam aprovar moção de repúdio contra charge de Latuff

O quadro que trazia a charge do cartunistia Carlos Latuff, destruído pelo deputado Coronel Tadeu (PSL) na Câmara, provocou ódio de debutados bolsonaristas que pediram a aprovação de uma moção de repúdio pela exibição da arte na TV Globo. O pedido foi rejeitado pela Comissão de Cultura

247 - Deputados de extrema-direita tentaram sem sucesso aprovar nesta terça-feira 3, na Comissão de Cultura da Câmara, uma moção de repúdio em protesto contra a exibição de uma charge de Carlos Latuff na TV Globo. 

Na ilustração, o cartunista critica o genocídio contra a população negra nas favelas por forças policiais. A arte fazia parte de uma exposição nos corredores da Câmara pelo Dia da Consciência Negra, mas o quadro em que ela estava, juntamente com dados sobre a violência, foi destruído pelo deputado Coronel Tadeu (PSL-SP).

"Pasmem. Deputados de extrema-direita querem aprovar agora na Comissão de Cultura uma moção de REPÚDIO à charge de @LatuffCartoons que critica o genocídio negro nas favelas", escreveu a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) no Twitter. Mais tarde, a deputada Maria do Rosário informou que o pedido para a aprovação da moção fora rejeitado.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247