Desde o início do ano, 52 policiais foram mortos no Rio

Dos 52 policiais assassinados desde janeiro, 12 morreram em serviço, 11 estavam reformados e 29 estavam de folga; em 2016, morreram 111 PMs

Dos 52 policiais assassinados desde janeiro, 12 morreram em serviço, 11 estavam reformados e 29 estavam de folga; em 2016, morreram 111 PMs
Dos 52 policiais assassinados desde janeiro, 12 morreram em serviço, 11 estavam reformados e 29 estavam de folga; em 2016, morreram 111 PMs (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil

Sobe para 52 o número de policiais militares mortos no Rio desde o início deste ano. Foi enterrado nesta segunda-feira (17), no Cemitério Jardim da Saudade, o corpo do militar Luiz Otávio da Silva Júnior, de 32 anos, que levou um tiro no peito no último dia 10, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Luiz Otávio estava de serviço em uma cabine da Polícia Militar, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, quando os criminosos passaram de carro, atirando. Ele foi atingido no peito e na perna, e levado às pressas para o Hospital da Posse, onde ficou internado por uma semana, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo neste domingo (16). 

O soldado Luciano Correia Sobral, de 35 anos, que também estava de plantão na cabine, levou um tiro de raspão na cabeça, foi medicado e teve alta no mesmo dia.

Dos 52 policiais assassinados desde janeiro, 12 morreram em serviço, 11 estavam reformados e 29 estavam de folga. Em 2016, morreram 111 PMs.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247