Desocupada, Câmara do Rio abre CPI dos Ônibus

Vereadores da oposição entraram na Justiça com pedido de mandado de segurança pela revisão da proporcionalidade na composição da CPI; consideram ter direito a duas vagas, e não apenas uma como ocorre atualmente; pedido de intervenção do poder Judiciário sobre o Legislativo pode atrasar trabalhos

Vereadores da oposição entraram na Justiça com pedido de mandado de segurança pela revisão da proporcionalidade na composição da CPI; consideram ter direito a duas vagas, e não apenas uma como ocorre atualmente; pedido de intervenção do poder Judiciário sobre o Legislativo pode atrasar trabalhos
Vereadores da oposição entraram na Justiça com pedido de mandado de segurança pela revisão da proporcionalidade na composição da CPI; consideram ter direito a duas vagas, e não apenas uma como ocorre atualmente; pedido de intervenção do poder Judiciário sobre o Legislativo pode atrasar trabalhos (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Livre do acampamento em suas escadarias, levantado em razão de ordem judicial, a Câmara dos Vereadores abre nesta quinta-feira 22, às 10h00, a CPI dos ônibus. Nâo, é claro, sem polêmica. Os vereadores de oposição entraram na véspera com um mandado de segurança na Justiça em que pedem e suspensão das audiências já convocadas, buscando rever, antes, a proporcionalidade da comissão. Eles acreditam ter direito a dois membros da CPI e não apenas um, como ocorre agora.

O presidente da CPI, Chiquinho Brazão, do PMDB, prometeu conduzir os trabalhos a partir do plenário da casa, de modo a que possa ser acompanhando pelo púbico que ocupar as galerias.

O mandado de segurança pela revisão dos cargos na CPI foi impetrado pelos vereadores Eliomar Coelho(PSOL), Renato Cinco(PSOL) Jefferson Moura(PSOL), Reimont(PSOL) e Teresa Bergher(PSDB) integram o grupo de oposição.

Para a proporcionalidade, divide-se o número total de vereadores com o número de vagas além da do proponente da ação [Eliomar], que são quatro. Segundo o vereador Paulo Pinheiro, teria de haver pelo menos mais um representante da minoria para compor a Comissão. O bloco do governo é formado por 24 membros. A oposição conta, além dos nomes citados, com Márcio Garcia(PR) e Leonel Brizola Neto(PDT).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email