Dias: PDT permanece aliado, independente de cargos

Ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, afirmou nesta sexta-feira, 25, durante evento no Rio, que o PDT continuará na base aliada do governo Dilma Rousseff, independentemente do espaço que será dado à legenda na reforma ministerial arquitetada pela presidente; Dias criticou qualquer movimento de "ataque à democracia", em referência a um possível pedido de impeachment da presidente. "Liberdade e democracia são causas fundamentais. Apoiamos a democracia. Respeitamos as urnas", disse

O ministro do Trabalho, Manoel Dias fala sobre os dados do Caged (Valter Campanato/Agência Brasil)
O ministro do Trabalho, Manoel Dias fala sobre os dados do Caged (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, afirmou nesta sexta-feira, 25, durante evento no Rio, que o PDT continuará na base aliada do governo Dilma Rousseff, independentemente do espaço que será dado à legenda na reforma ministerial arquitetada pela presidente. 

Dias afirmou ser um "representante partidário" no Ministério do Trabalho e que o seu nome em si não tem importância. "Há uma tendência nacional histórica do PDT se manter vinculado ao Ministério do Trabalho. Mas isso é a presidente quem determina. Minha função é cumprir tarefa", enfatizou, durante o Dia D, evento de inclusão profissional de pessoas com deficiência e reabilitados no centro do Rio.

O ministro criticou qualquer movimento de "ataque à democracia", em referência a um possível pedido de impeachment da presidente. "Liberdade e democracia são causas fundamentais. Apoiamos a democracia. Respeitamos as urnas", disse.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247