Diretores de creches da rede conveniada coagem por votos em Bruno Covas: “votar por emprego ou desemprego”

Exclusivo: Fórum obteve áudios em que diretora de creche coage funcionários. Diretora Regional de Educação de São Mateus marca live para falar de plano de Covas com mantenedoras e diz que secretário de Educação "está sabendo dessa repercussão toda"

Bruno Covas e Ricardo Nunes
Bruno Covas e Ricardo Nunes (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Diante do crescimento nas pesquisas do candidato do PSOL, Guilherme Boulos (PSOL), no segundo turno das eleições para a Prefeitura de São Paulo, diretores de creches ligadas à rede conveniada – que são contratadas com dispensa de chamamento público – estão coagindo funcionários e até pais de alunos a votarem em Bruno Covas.

Em um áudio que circula em um grupo de funcionários de uma das creches, a que a Fórum teve acesso, uma das dirigentes – que não é identificada – pede descaradamente para as “meninas” votarem em Covas, sob ameaça de ficarem desempregadas.

“Oi, meninas, tudo bem? Não estou fazendo política partidária para A ou B, mas estou fazendo um alerta porque nós somos uma categoria que trabalha para uma rede conveniada. Então, fazer escolhas para quem nos provém emprego é uma forma de escolher estar empregada em detrimento de escolher uma pessoa que não valoriza o convênio e a gente ficar desempregada. Acho que a decisão agora é a gente votar por emprego ou desemprego”, diz o áudio.

Leia mais na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247