Doria acusa Ministério da Saúde de atraso na entrega de agulhas e seringas

Na mesma coletiva, o governador de São Paulo acusou a pasta de desabilitar mais de 3.200 leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19

(Foto: Governo do Estado de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em coletiva nesta sexta (5), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), acusou o ministério da Saúde de atrasar a entrega de seringas e agulhas para vacinação contra a Covid-19. 

O governador também acusou a pasta de desabilitar mais de 3.200 leitos de UTI para pacientes com a doença. 

O secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, acrescentou: “Já enviamos ao Ministério da Saúde três ofícios fazendo as solicitações, tanto para habilitações de leitos como também para a aquisição, ou melhor o recebimento dessas agulhas e seringas, a qual São Paulo tem esse direito”, disse.

As informações foram reportadas no Antagonista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email