Doria chama conluio de Moro de 'erro' e diz que 'valeu a pena'

O governador tucano de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), saiu em defesa do ministro da Justiça no escândalo do vazamento das conversas da Vaza Jato e disse que se Sergio Moro cometeu algum 'erro' o "benefício daquilo que foi feito pela Operação Lava Jato" valeu a pena

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, recebe do governador de São Paulo, João Doria, a Medalha da Ordem do Ipiranga, no grau Grã-Cruz, no Palácio dos Bandeirantes.
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, recebe do governador de São Paulo, João Doria, a Medalha da Ordem do Ipiranga, no grau Grã-Cruz, no Palácio dos Bandeirantes. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

247 - Em entrevista à BBC News Brasil, governador paulista João Dória (PSDB-SP) sai em defesa do Sergio Moro com um discurso que evidencia o ódio alimentado na política nos últimos anos e o levou a ser eleito.

Segundo ele, a atuação de Moro como juiz federal no caso da Lava Jato em Curitiba, mesmo que tenha violado a lei, "valeu a pena". As decisões de Moro como juiz levaram a prisão e condenação do ex-presidente Lula. Conversas vazadas pelo The Intercept revelaram um conluio de Mor com os procuradores da Lava Jato para condenar o ex-presidednte.

Na linha de que os fins justificam os meios, Doria diz que, "se algum erro foi cometido - isso ainda precisa ser apurado, dado que até o presente momento o vazamento desses áudios não são legais -, entendo que, mesmo assim, o benefício daquilo que foi feito pela Operação Lava Jato para salvar o Brasil da corrupção e de um extenso período que prejudicou milhões de brasileiros e assaltou os cofres públicos faz com que eu mantenha meu respeito por Sergio Moro".

Questionado se as ações de Moro teriam valido a pena, caso ele considerasse que os diálogos sejam reais, Doria afirma: "Na minha visão, sim".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247