Drag queen Femmenino reage a ataque sofrido nas redes

A drag queen Femmenino fez um vídeo para responder aos ataques machistas e homofóbicos sofridos por ela após ter entrevistado crianças em um colégio do Rio de Janeiro; publicado no Facebook do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ela desmonta vários preconceitos dos internautas sobre gênero e sexualidade

A drag queen Femmenino fez um vídeo para responder aos ataques machistas e homofóbicos sofridos por ela após ter entrevistado crianças em um colégio do Rio de Janeiro; publicado no Facebook do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ela desmonta vários preconceitos dos internautas sobre gênero e sexualidade
A drag queen Femmenino fez um vídeo para responder aos ataques machistas e homofóbicos sofridos por ela após ter entrevistado crianças em um colégio do Rio de Janeiro; publicado no Facebook do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ela desmonta vários preconceitos dos internautas sobre gênero e sexualidade (Foto: Charles Nisz)

Rio 247 - Após entrevistar crianças de um colégio do Rio de Janeiro, a drag queen Femmenino está sofrendo ataques nas redes sociais. Ela resolveu publicar um vídeo em resposta aos comentários homofóbicos e assassinos recebidos, publicado no Facebook do deputado Wadih Damous. 

Para ela, os comentários "mostram como o mundo tomou um rumo errado" e rebateu as pessoas que acham que a "ideologia de gênero é um caminho para legalizar a pedofilia".

Um outro internauta questionou a drag queen sobre "coisas de menino e de menina" e comentou que "o que chamam de preconceito é apenas biologia". Femmenino respondeu que gênero é uma construção social e que as pessoas não pensam sobre isso e apenas reproduzem esses padrões".

Ela também respondeu aos que falam sobre uma suposta erotização das crianças: "se esses valores cristãos e da família servirem apenas para manter as mulheres presas dentro de casa, devemos ser contra essas ideias", diz Femmenino. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247