Eduardo Bolsonaro protocola com bolsonaristas projeto para tirar do ar redes sociais que punem fake news

"Protocolamos projeto que multa e suspende rede social que censurar usuário", afirmou o deputado Eduardo Bolsonaro. Clã presidencial é alvo de investigação por um esquema criminoso de fake news

Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro (Foto: Jane de Araújo/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e outros seis parlamentares protocolaram, nesta terça-feira (9), um Projeto de Lei na Câmara para tirar do ar redes sociais que punem perfis propagadores de notícias mentirosas (fake news).

"PROTOCOLAMOS PROJETO QUE MULTA E SUSPENDE REDE SOCIAL QUE CENSURAR USUÁRIO. Em ato conjunto com o Deputado @danielPMERJ e outros parlamentares, assinei PL que garante a liberdade de expressão e impede que as Big Techs censurem brasileiros", escreveu o parlamentar no Twitter.

Um dos proponentes, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) disse ao Terça Livre ter conversado com Jair Bolsonaro sobre o projeto. "Já falamos com o presidente que de pronta resposta disse que irá pedir urgência constitucional para garantir a liberdade de expressão. Só poderá haver bloqueio em caso de ordem judicial se a postagem incorrer em crime de fato e não mais de forma deliberada", afirmou Daniel.

O Youtube removeu a plataforma do canal Terça Livre, que pertence a Allan dos Santos, investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como um dos principais de um esquema de fake news. 

 Em maio do ano passado, Allan dos Santos foi alvo de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal no processo presidido pelo ministro do Supremo Alexandre de Moraes. A PF já havia identificado o vereador Carlos Bolsonaro como um dos articuladores do esquema de fake news.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email