'Ele disse: vote por mim', diz Luiza Erundina sobre Boulos

"Hoje eu liguei para ele e falei: olha, estou indo votar. Ele disse: fica tranquila, nós vamos ganhar, vote por mim", afirmou a candidata a vice-prefeita de São Paulo pelo PSOL, Luiza Erundina, ao comentar o seu telefonema para o candidato Guilherme Boulos, companheiro de chapa diagnosticado com coronavírus

Guilherme Boulos e Luiza Erundina
Guilherme Boulos e Luiza Erundina (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A candidata a vice-prefeita de São Paulo pelo PSOL, Luiza Erundina, votou neste domingo (29), na Zona Sul de São Paulo, e disse ter ligado para o candidato Guilherme Boulos (PSOL) nesta manhã. O líder do MTST foi diagnosticado com coronavírus na sexta-feira (27) e está em isolamento domiciliar

"Hoje eu liguei para ele e falei: olha, estou indo votar. Ele disse: fica tranquila, nós vamos ganhar, vote por mim. Ele está feliz, está alegre", comentou Erundina, que votou na Escola Estadual Rui Bloem, no bairro Mirandópolis.

Pesquisa Ibope divulgada nesse sábado (28) apontou Boulos com 43% dos votos, e o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), com 57%. No primeiro turno, o ativista alcançou 20% dos votos e o tucano, 32,85%. 

A deputada federal afirmou acreditar na vitória do PSOL e citou o pleito de 88, quando foi eleita prefeita de São Paulo.

"Em 88, eu era o patinho feio da campanha. Ninguém acreditava na minha habilidade eleitoral. Nem o meu partido na época acreditava. Chegamos no dia da eleição, eu em terceiro lugar, com 18% [das intenções de voto]. E os companheiros de partido diziam: está ótimo, a gente nunca teve tanto voto na capital", disse. 

"E eu acreditava: não, dá para fazer mais. E não deu outra: nós ganhamos quando ninguém acreditava nessa possibilidade. (...) E deu Luiza Erundina, uma nordestina, uma mulher do povo, uma mulher que trabalhava com favela, como assistente social", complementou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247