Em briga de trânsito, procurador persegue e atira contra mulher (vídeo)

Procurador, que não teve seu nome divulgado, não gostou de ser ultrapassado e perseguiu um mulher, batendo duas vezes em seu veículo no percurso e atirando contra ela

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Armado e com sinais de embriaguez, um procurador de Justiça ameaçou de morte e atirou em direção a uma mulher, durante uma discussão de trânsito. A informação é do site BHAZ.

O fato ocorreu na noite desta quinta-feira (1° de outubro), no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Em depoimento, a mulher disse que estava parada no sinal, atrás do carro do procurador quando o semáforo abriu e ele não arrancou o veículo. Ela buzinou, mas como ele continuou parado ela deu ré e o ultrapassou.

O homem não gostou da atitude e decidiu persegui-la e bateu duas vezes na traseira do veículo e gritava ofendendo a motorista. Quando ela chegou em frente ao prédio onde mora, desceu do carro para ver o estrago feito no veículo,.

O homem estacionou o seu carro ao lado e pegou uma arma no carro a ameaçou matá-la. Nesse momento, a companheira da vítima ajoelhou-se e implorou para que o homem não atirasse.

Segundo o registro policial, o procurador efetuou um disparo em sua direção, mas por sorte ela se escondeu atrás de uma pilastra na garagem do prédio. Um vídeo gravado por moradores do local mostra o momento em que o homem desce do carro cambaleando e vai em direção à calçada. Em seguida é possível ouvir gritos e um disparo de arma de fogo. 



O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247