Em contraponto a Bolsonaro, Doria defende transparência de dados da Covid e inclui testes privados

“Estamos até ampliando o volume de informações para permitir uma transparência maior, melhor e mais atualizada”, disse Doria, que chamou a mudança na divulgação dos números pelo Ministério da Saúde de “apagão de dados”, disse Doria

Coletiva de imprensa com áerea do governo e área da Saúde  Dia:08/06/2020
Coletiva de imprensa com áerea do governo e área da Saúde Dia:08/06/2020 (Foto: GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Buscando fazer o contraponto ao governo Jair Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta segunda-feira (8), medidas para aumentar a transparência na divulgação de dados da Covid-19 no estado.

“Estamos até ampliando o volume de informações para permitir uma transparência maior, melhor e mais atualizada”, disse Doria, que chamou a mudança na divulgação dos números pelo Ministério da Saúde de “apagão de dados”, disse Doria.

Doria disse que até a rede privada será obrigada a notificar às autoridades estaduais os resultados dos testes que realizar, o que deve quadruplicar o número de exames no estado e, consequentemente, aumentar o número de casos registrados.

O governador de São Paulo informou ainda que o boletim epidemiológico do estado vai trazer informações novas, além das já existentes, como o número diário de internações em decorrência no novo coronavírus.

Na contramão do governo federal, o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, anunciou que o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde vai consolidar diariamente números nacionais sobre a evolução da doença e, se necessário, tornará estes dados públicos caso o governo de Jair Bolsonaro tente ocultar o avanço dos casos da covid no país.

Ainda de acordo com o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, os novos números de casos de covid-19 contabilizados em São Paulo. Segundo ele, são 144.593 infectados e 9.188 mortes. Ou seja, foram registrados 1.520 contaminações e 43 óbitos nas últimas 24 horas.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247