Em Minas, prefeito renuncia após tentar reabrir comércio em meio ao coronavírus

O prefeito de Varginha, Antônio Silva (PTB), estava sendo pressionado a revogar o decreto que permitiu a reabertura do comércio na cidade, que fica ao do sul de Minas

O prefeito de Varginha, Antônio Silva, e o vice, Vérdi Melo, com Jair Bolsonaro
O prefeito de Varginha, Antônio Silva, e o vice, Vérdi Melo, com Jair Bolsonaro (Foto: Ascom/Prefeitura de Varginha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O prefeito de Varginha, Antônio Silva (PTB), entregou nesta segunda-feira (6) uma carta de renúncia à Câmara Municipal, depois de ser pressionado a revogar o decreto que permitiu a reabertura do comércio na cidade, que fica ao do sul de Minas Gerais. O município passará a comandado pelo atual vice vice-prefeito, Verdi Lúcio Melo (PSDB).

“Procurei, ao longo desse tempo, desempenhar minha função com honestidade, probidade e integral dedicação, no afã de corresponder às expectativas daqueles cidadãos que me confiaram o seu voto. Não sou Prefeito, apenas estou Prefeito, mas, nas atuais circunstâncias e por razões de foro íntimo, reconheço não ter condições de continuar administrando a Prefeitura”, diz o chefe do Executivo municipal na carta.

‌‌‌"Relembrando as palavras do Apóstolo Paulo, posso afirmar que 'combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé', e encerro a minha missão com a consciência do dever cumprido", afirma.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email