Escolas de Campinas suspendem aulas após surto de Covid-19

De acordo com o pedido feito MP-SP, o Instituto Educacional Jaime Kratz, o Colégio Farroupilha e a Diretoria de Ensino têm 10 dias para informar os protocolos de segurança sanitária adotados pelas escolas para prevenção do coronavírus

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediu explicações a dois colégios de Campinas (SP) depois que ambos suspenderam as aulas presenciais por conta dos casos de Covid-19 entre alunos e funcionários. De acordo com o pedido feito pelo promotor Rodrigo Augusto de Oliveira, o Instituto Educacional Jaime Kratz, o Colégio Farroupilha e a Diretoria de Ensino têm 10 dias para informar os protocolos de segurança sanitária adotados pelas escolas para prevenção do coronavírus.

O promotor solicitou ainda que a Vigilância Sanitária faça uma vistoria nas duas escolas e envie um relatório ao MP. Os relatos foram publicados em reportagem do portal Uol

Em nota, o Instituto Educacional Jaime Kratz disse que suspendeu as aulas presenciais na última segunda-feira (1) "após confirmação de que um grupo de professores foi infectado com a covid-19. Há um aluno positivado e seis com sintomas da doença". 

Foram pelo menos 34 casos entre os funcionários da escola, de acordo com a EPTV, afiliada da TV Globo em Campinas. "Os pais dos alunos já foram orientados e a escola passará por desinfecção. Todas as medidas de segurança sanitária foram e continuam sendo adotadas pela escola com o intuito de preservar a saúde de alunos e colaboradores", diz a nota.

Na terça-feira (3), o Colégio Farroupilha suspendeu as aulas presenciais até o dia 14 de fevereiro após uma professora e sua filha, ambas da Educação Infantil, serem diagnosticadas com a Covid-19. 

"Todos os protocolos de segurança e higiene foram e continuam sendo adotados, rigorosamente, pelo colégio. A Diretoria de Ensino (SIMED) e a Vigilância Sanitária de Campinas foram informadas e estamos à disposição das Instituições para continuar contribuindo diante deste momento crítico que nosso país e o mundo enfrentam", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email