Filha de Queiroz depõe pela primeira vez e diz que sua saída do gabinete de Bolsonaro estava prevista

Ela prestou esclarecimento no âmbito de investigação que apura um vazamento de dados da Operação Furna da Onça para Flávio Bolsonaro, investigado pelo caso, durante as eleições

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A personal trainer Nathália Queiroz, filha do ex-assessor de Flávio Bolsonaro,  Fabrício Queiroz, disse em depoimento à Polícia Federal, em 7 de julho, que a exoneração dela do gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro em outubro de 2018 era algo previsto. 

Segundo ela, Bolsonaro já estava praticamente eleito e a equipe do gabinete na Câmara dos Deputados seria desmobilizada após a vitória na eleição presidencial.

Ela prestou esclarecimento no âmbito de investigação que apura um vazamento de dados da Operação Furna da Onça para Flávio Bolsonaro, investigado pelo caso, durante as eleições. A denúncia do vazamento foi feita pelo suplente do senador, Paulo Marinho, que mostrou uma articulação da PF para favorecer Bolsonaro nas eleições, divulgando o caso que atingia o senador apenas após o resultado do pleito.

Nathália negou ter conhecimento de qualquer vazamento de dados da operação e destacou que sua irmã Evelyn permaneceu no gabinete de Flávio na Alerj até o fim de janeiro do ano passado, antes do senador tomar posse no novo cargo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247