Filho de Bolsonaro sugere série sobre o pai e Netflix responde: “está louca”

A Netflix ironizou uma sugestão do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para que a empresa faça uma série com o pai, o deputado federal e presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro (RJ); ogrupo respondeu à ideia dada por ele no Twitter o chamando de “louca”

A Netflix ironizou uma sugestão do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para que a empresa faça uma série com o pai, o deputado federal e presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro (RJ); ogrupo respondeu à ideia dada por ele no Twitter o chamando de “louca”
A Netflix ironizou uma sugestão do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para que a empresa faça uma série com o pai, o deputado federal e presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro (RJ); ogrupo respondeu à ideia dada por ele no Twitter o chamando de “louca” (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - A Netflix ironizou uma sugestão do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para que a empresa faça uma série com o pai, o deputado federal e presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro (RJ). O grupo respondeu à ideia dada por ele no Twitter o chamando de “louca”.

A Netflix ganhou as páginas da imprensa brasileira nesta semana por causa da série O Mecanismo. A empresa é acusada de distorcer fatos da Operação Lava Jato. A repercussão negativa foi tão grande que foi criada no Twitter a hashtag #CancelaNetflix.

Uma das pessoas que cancelaram a assinatura da empresa foi o crítico de cinema Pablo Villaça. Ele disse que sua decisão de cancelar a Netflix não foi tomada simplesmente pelo choque e pela repulsa diante do que foi feito em O Mecanismo. "Esta foi apenas a gota", afirma. "Basicamente, minhas ressalvas à Netflix envolvem três áreas: Cinema, ética corporativa e política".

Rebatando críticas, o cineasta José Padilha afirmou, por exemplo, ser correto atribuir ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma frase do senador Romero Jucá (PMDB-RR), sobre "estancar a sangria", dita justamente para justificar o golpe de 2016.

O cineasta também criticou a presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff. “‘O Mecanismo’ é uma obra-comentário. Na abertura de cada capítulo está escrito que os fatos estão dramatizados, se a Dilma soubesse ler, não estaríamos com esse problema”, afirmou.

Em nota, Dilma afirmou que a "má-fé de Padilha é gritante" e a Netflix se tornou alvo de boicote no Brasil, em razão da fraude filmada por Padilha.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247