Forças Armadas já estão na Reduc, onde caminhoneiros protestam

m atendimento à determinação de Michel Temer, militares das Forças Armadas já estão na refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense, onde alguns caminhoneiros protestam nesta sexta-feira; dentro da refinaria, já há quatro caminhões tanque posicionados no pátio; na via, os manifestantes estão parando alguns caminhões que cruzam a estrada com algum tipo de carga

m atendimento à determinação de Michel Temer, militares das Forças Armadas já estão na refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense, onde alguns caminhoneiros protestam nesta sexta-feira; dentro da refinaria, já há quatro caminhões tanque posicionados no pátio; na via, os manifestantes estão parando alguns caminhões que cruzam a estrada com algum tipo de carga
m atendimento à determinação de Michel Temer, militares das Forças Armadas já estão na refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense, onde alguns caminhoneiros protestam nesta sexta-feira; dentro da refinaria, já há quatro caminhões tanque posicionados no pátio; na via, os manifestantes estão parando alguns caminhões que cruzam a estrada com algum tipo de carga (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - Em atendimento à determinação de Michel Temer, militares das Forças Armadas já estão na refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense, onde alguns caminhoneiros protestam nesta sexta-feira.

Segundo informações do jornal O Globo, por volta das 15h, um comboio com carros e motociciletas chegou pela Rodovia Washington Luís. Dentro da refinaria, já há quatro caminhões tanque posicionados no pátio. Na via, os manifestantes estão parando alguns caminhões que cruzam a estrada com algum tipo de carga.

Eles ainda conversam com os motoristas e, após alguns minutos, liberam o veículo para prosseguirem viagem. Mais cedo, alguns veículos menores foram parados, sendo liberados pelos grevistas em seguida.

 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247