Freixo: estamos diante de polícia política em um governo autoritário

O deputado Federal Marcelo Freixo denuncia que o fato da também deputada Carla Zambelli ter antecipado a operação da PF contra Wilson Witzel “é uma alerta para o perigo de estarmos diante de uma primeira experiência de polícia política em um governo autoritário de aspirações golpistas”

(Foto: Luis Macedo - Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua conta no Twitter, o deputado Federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) denuncia que o fato da também deputada Carla Zambelli (PSL-SP) ter antecipado a operação da Polícia Federal contra o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ)  “é uma alerta para o perigo de estarmos diante de uma primeira experiência de polícia política em um governo autoritário de aspirações golpistas”.
 

Zambelli, uma das principais aliadas de Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, depois de ter sido uma das principais interlocutoras de Sergio Moro por anos, parece ter obtido informação privilegiada sobre a ação da Polícia Federal contra o governador do Rio, Wilson Witzel, deflagrada na manhã desta terça-feira (26). Nesta segunda, véspera da ação, ela afirmou em entrevista que a PF estaria na iminência de deflagrar operações para investigar irregularidades cometidas por governadores durante a pandemia. Foi  numa entrevista à Rádio Gaúcha nesta segunda-feira (25).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247