Frota provoca Bolsonaro por aposentadorias e nepotismo

"'Pretendo beneficiar filho meu, sim’, diz Bolsonaro sobre embaixada nos EUA. Se não quiser votar em mim paciência. Para quem já se aposentou na integralidade com 33 mil mensais está tranquilo + 7 mil da militar. Estranho é falar em voto", escreveu o deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) no Twitter

Alexandre Frota e Jair Bolsonaro
Alexandre Frota e Jair Bolsonaro (Foto: Câmara | PR)

247 - O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro ao comentar a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. 

"'Pretendo beneficiar filho meu, sim', diz Bolsonaro sobre embaixada nos EUA. Se não quiser votar em mim paciência. Para quem já se aposentou na integralidade com 33 mil mensais está tranquilo + 7 mil da militar. Estranho é falar em voto", escreveu o parlamentar no Twitter.

Em transmissão ao vivo no Facebook, o chefe do Planalto reforçou que pretende indicar o filho só não irá para a embaixada se não quiser ou se não for aprovado pelo Senado.

"Lógico, que é filho meu, pretendo beneficiar filho meu, sim. Pretendo, se puder, dar filé mignon, eu dou, mas não tem nada a ver com filé mignon, nada a ver, é realmente, nós aprofundarmos um relacionamento com um país que é a maior potência econômica e militar do mundo".

Não é a primeira vez que Frota expõe um racha com Bolsonaro. Leia a matéria do Brasil 247 publicada na quarta-feira (17):

247 - O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) criticou o presidente Jair Bolsonaro por conta do encerramento do processo contra Adélio Bispo, autor da facada contra o mandatário durante a campanha eleitoral. O chefe do Planalto não quis recorrer da decisão judicial - em Juiz de Fora (MG), onde ocorreu o atentado, Adélio foi considerado como portador de doença mental. Ele jogou dúvidas sobre o interesse na resolução do “suposto crime”. O

“MPF e Bolsonaro não recorrem, e processo contra o agressor Adélio Bispo é encerrado. A facada vai ficar por isso mesmo, nem o esfaqueado se interessa em punição, justiça ou dar continuidade ao processo do suposto crime. Esse é o Brasil estranho”, escreveu o parlamentar no Twitter.

Tanto o Ministério Público quanto os advogados de Bolsonaro abriram mão de recorrer da decisão e deixaram o processo ser encerrado.

Não é a primeira vez que Frota critica o presidente, colega de partido. Em junho, ele afirmou que tem se decepcionado com o chefe do Planalto. 

"Tenho muitas divergências com ele. Eu gosto muito dele, mas tenho me decepcionado demais com ele", disse o parlamentar ao site Uol.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247