Gasoduto da Petrobras - de empresa suíça - se rompe na costa do Rio

A tubulação de um gasoduto da Petrobras que vai levar o gás do pré-sal para o Comperj, em Itaboraí, no Rio de Janeiro, se rompeu no último dia 24; o acidente aconteceu na Bacia de Santos, em São Paulo, e a tubulação foi parar no fundo do mar; vale lembrar que o presidente da estatal, Pedro Parente, só quer contratar empresas estrangeiras e o desastre aconteceu com uma empresa suíça

A tubulação de um gasoduto da Petrobras que vai levar o gás do pré-sal para o Comperj, em Itaboraí, no Rio de Janeiro, se rompeu no último dia 24; o acidente aconteceu na Bacia de Santos, em São Paulo, e a tubulação foi parar no fundo do mar; vale lembrar que o presidente da estatal, Pedro Parente, só quer contratar empresas estrangeiras e o desastre aconteceu com uma empresa suíça
A tubulação de um gasoduto da Petrobras que vai levar o gás do pré-sal para o Comperj, em Itaboraí, no Rio de Janeiro, se rompeu no último dia 24; o acidente aconteceu na Bacia de Santos, em São Paulo, e a tubulação foi parar no fundo do mar; vale lembrar que o presidente da estatal, Pedro Parente, só quer contratar empresas estrangeiras e o desastre aconteceu com uma empresa suíça (Foto: Gisele Federicce)

Rio 247 - A tubulação de um gasoduto da Petrobras que vai levar o gás do pré-sal para o Comperj, em Itaboraí, no Rio de Janeiro, se rompeu no último dia 24, informou nesta quarta-feira 1º a coluna Radar Online.

O acidente aconteceu na Bacia de Santos, em São Paulo, e a tubulação foi parar no fundo do mar, segundo o jornalista Ernesto Neves. A petroleira informou que o material estava sob seguro, e espera ser ressarcida pelo prejuízo.

Vale lembrar que o presidente da estatal, Pedro Parente, só quer contratar empresas estrangeiras e o desastre aconteceu com uma empresa suíça, a Allseas, que arrematou a construção da tubulação de 307 quilômetros por R$ 2,7 bilhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247