Gaspari: morte de Teori em Paraty é suspeita

"Pelos seus antecedentes e pelas circunstâncias, a tragédia de Paraty ficará como um dos grandes mistérios na galeria de mortes suspeitas da política brasileira", diz o colunista Elio Gaspari; segundo ele, Michel Temer poderia criar uma comissão presidencial para investigar a morte do ministro Teori; ele lembra ainda que "desde o momento em que o avião caiu na água, ocorreu pelo menos o desnecessário episódio da demora na identificação dos passageiros"

"Pelos seus antecedentes e pelas circunstâncias, a tragédia de Paraty ficará como um dos grandes mistérios na galeria de mortes suspeitas da política brasileira", diz o colunista Elio Gaspari; segundo ele, Michel Temer poderia criar uma comissão presidencial para investigar a morte do ministro Teori; ele lembra ainda que "desde o momento em que o avião caiu na água, ocorreu pelo menos o desnecessário episódio da demora na identificação dos passageiros"
"Pelos seus antecedentes e pelas circunstâncias, a tragédia de Paraty ficará como um dos grandes mistérios na galeria de mortes suspeitas da política brasileira", diz o colunista Elio Gaspari; segundo ele, Michel Temer poderia criar uma comissão presidencial para investigar a morte do ministro Teori; ele lembra ainda que "desde o momento em que o avião caiu na água, ocorreu pelo menos o desnecessário episódio da demora na identificação dos passageiros" (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O jornalista Elio Gaspari considera suspeita a morte de Teori Zavascki e defende uma investigação especial sobre o caso.

"Pelos seus antecedentes e pelas circunstâncias, a tragédia de Paraty ficará como um dos grandes mistérios na galeria de mortes suspeitas da política brasileira", diz ele (leia aqui).

Segundo o jornalista, Michel Temer poderia criar uma comissão presidencial para investigar a morte do ministro Teori. "Desde o momento em que o avião caiu na água, ocorreu pelo menos o desnecessário episódio da demora na identificação dos passageiros", lembra Gaspari.

"Nada a ver com teoria da conspiração, trata-se de dúvida mesmo. A linha que separa esses dois sentimentos é tênue, e a melhor maneira de lidar com o problema é a investigação radical."

Teori estava prestes a homologar as delações da Odebrecht, em que são acusados Michel Temer e vários de seus ministros.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email