Glauber Braga: a gente espera “profunda investigação”

Após os tiros contra o acampamento em favor do ex-presidente Lula em Curitiba (PR), o deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ) declarou em vídeo à TV 247 que não se pode "tolerar esta ampliação do estado de exceção"; de acordo com o parlamentar, pelas últimas informações, um dos atingidos que estava em estado grave, Jeferson Lima de Menezes, está fora de perigo; assista

Após os tiros contra o acampamento em favor do ex-presidente Lula em Curitiba (PR), o deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ) declarou em vídeo à TV 247 que não se pode "tolerar esta ampliação do estado de exceção"; de acordo com o parlamentar, pelas últimas informações, um dos atingidos que estava em estado grave, Jeferson Lima de Menezes, está fora de perigo; assista
Após os tiros contra o acampamento em favor do ex-presidente Lula em Curitiba (PR), o deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ) declarou em vídeo à TV 247 que não se pode "tolerar esta ampliação do estado de exceção"; de acordo com o parlamentar, pelas últimas informações, um dos atingidos que estava em estado grave, Jeferson Lima de Menezes, está fora de perigo; assista (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - Após os tiros contra o acampamento em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba (PR), o deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ) afirmou, em declaração à TV 247, que não se pode "tolerar esta ampliação do estado de exceção".

"O fascismo tem se ampliado e utilizado de mecanismo de força para naturalizar deste tipo de conduta. Fica aqui nossa veemente afirmação que não daremos nenhum passo atrás e continuaremos lutando para que o Brasil possa virar esta página tão triste", disse.

De acordo com o parlamentar, pelas últimas informações, um dos atingidos, que estava em estado mais grave, Jeferson Lima de Menezes, está fora de perigo. Ele havia levado um tiro no pescoço e estava de segurança no local. "Muita força para você, Jeferson. Esperamos profunda investigação", solidarizou-se Glauber.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao comentário:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247