Globo pratica censura aberta e descarada, diz Wadih Damous

"A Globo só dá espaço a determinados parlamentares ditos de oposição e considerados palatáveis pela emissora.A esquerda que a direita gosta", diz o ex-deputado

(Foto: Gustavo Bezerra)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-deputado Wadih Damou respercutiu a nota do jornalista Mauricio Stycer, que neste domingo, 26, denunciou que a Rede Globo tem alijado a oposição ao governo Bolsonaro de participação do debate em seus telejornais. 

"A Globo pratica censura aberta e descarada. Parlamentares e lideranças do PT, PC do B, PSOL e PDT são ignoradas e não aparecem na tela da Globo, que só dá espaço a determinados parlamentares ditos de oposição e considerados palatáveis pela emissora.A esquerda que a direita gosta", escreve Damous. 

De acordo com o colunista do portal Uol Mauricio Stycer, na crise do governo Bolsonaro, os ex-presidentes Lula, Dilma, e os ex-candidatos presidenciais Fernando Haddad e Ciro Gomes "não foram ouvidos pela Globo em nenhum momento". "O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi ouvido em três destas ocasiões e o ex-presidente José Sarney em uma", disse.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247