Governo de Minas diz que leitos de UTI no Estado se esgotam em 3 dias

De acordo com o governo mineiro, as ofertas de vagas em UTIs podem acabar até esta quinta-feira (25). Em Belo Horizonte, a taxa de ocupação passou de 48% para 84% em menos de um mês

(Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), ligado ao governo de Minas Gerais, disse que as ofertas de vaga em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) no estado podem acabar até esta quinta-feira (25). O texto foi enviado no dia 15 de junho ao Comitê de Enfrentamento Covid-19. Para fazer a projeção foram levadas em conta a taxa de ocupação e a quantidade de leitos de UTI na data do levantamento. Em Belo Horizonte, a taxa de ocupação passou de 48% para 84% em menos de um mês. No estado de Minas, como um todo,  a taxa geral de ocupação de leitos supera os 87%. Em algumas cidades, como Uberlândia e Ipatinga, os leitos de UTI se esgotaram. 

"Trata-se de uma medida hipotética que não tem pretensão de prever com exatidão o esgotamento dos leitos, uma vez que o número de leitos livres depende da dinâmica de utilização de leitos de UTI e transcorrer da pandemia", diz trecho do documento. O teor do texto foi publicado pelo portal R7.

De acordo com o site do governo federal disponibilizado para atualizações das  estatísticas da Covid-19, Minas tem pelo menos 28.918 confirmações e 688 mortes provocadas pela doença. Em nível nacional são 1,1 milhão de casos e 51,2 mil óbitos. 

No ranking global, o Brasil só perde para os Estados Unidos em número infectados (2,3 milhões) e de falecimentos (122,6 mil). Os dados de cada País também estão disponíveis na plataforma Worldometers. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247