Governo João Doria adere a programa de escolas cívico-militares de Bolsonaro

O governo de São Paulo abrirá a chamada para selecionar escolas interessadas em adotar o modelo cívico-militar proposta pelo governo Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro e João Doria
Jair Bolsonaro e João Doria (Foto: Marcos Corrêa/PR | GOV-SP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo abrirá a chamada para selecionar escolas interessadas em adotar o modelo cívico-militar proposta pelo governo Jair Bolsonaro. O deputado estadual Tenente Coimbra (PSL) anunciou a adesão, o que foi confirmado pela pasta.

Duas unidades da rede estadual devem adotar o modelo, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo.

O programa cívico-militar prevê a atuação de militares da reserva (sejam policiais, bombeiros ou membros das Forças Armadas) na gestão escolar.

No modelo cívico-militar, as secretarias de Educação continuam com a responsabilidade do currículo, porém os estudantes precisam usar fardas e seguir as regras definidas por militares.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email