Guarda humilhado por desembargador pede R$ 114 mil a título de danos morais

A quantia exigida no processo corresponde a dois salários da autoridade, que chega a R$ 57 mil. Caso aconteceu em Santos (SP)

Desembargador Eduardo Siqueira
Desembargador Eduardo Siqueira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fabiola Testi, Metrópoles - O guarda civil municipal humilhado pelo desembargador Eduardo Siqueira, em Santos, entrou com ação judicial pedindo R$ 114 mil de indenização por danos morais.

O agente de segurança Cícero Hilário, 36 anos, foi chamado de “analfabeto” após multar Siqueira por não utilizar máscara para conter a propagação do coronavírus. Além de ofender Cícero, o desembargador tentou dar “carteirada” e rasgou a multa.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247