Homem que humilhou motoboy em Valinhos pode ter que pagar multa de R$ 28 mil

Caso é investigado como discriminação racial pela Secretaria de Justiça e Cidadania de São Paulo

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O homem que humilhou um motoboy dentro de um condomínio de Valinhos, no interior de São Paulo, pode ter que pagar multa de R$ 28 mil pelas agressões verbais. O caso é investigado como discriminação racial pela Secretaria de Justiça e Cidadania de São Paulo.

O titular da pasta, Paulo Dimas Mascaretti, afirmou ao G1 que a legislação estadual autoriza sanção administrativa em casos de discriminação. O agressor, Mateus Almeida Prado, terá um prazo para apresentar sua defesa e, conforme julgamento da comissão, será decidido qual sanção será aplicada.

“Nós consideramos que esse tipo de discriminação em razão da cor, da raça, pode representar crime e também infração administrativa. Isso por conta de uma lei estadual, que temos desde 2010, que permite esse tipo de punição. Esse processo administrativo é instaurado e tem o seu desfecho independentemente de uma eventual sanção criminal que ocorra no âmbito judiciário”, afirma Mascaretti.

Leia mais na Fórum.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247