Homicídios dolosos crescem 14,9% no RJ

Em junho, foram registrados 362 casos. Mortes decorrentes de intervenção policial também aumentaram, passando de 19 no ano passado para 26 neste ano. Já os homicídios sem a intenção de matar apresentaram redução de 7,7%, caindo de 209 para 193

Em junho, foram registrados 362 casos. Mortes decorrentes de intervenção policial também aumentaram, passando de 19 no ano passado para 26 neste ano. Já os homicídios sem a intenção de matar apresentaram redução de 7,7%, caindo de 209 para 193
Em junho, foram registrados 362 casos. Mortes decorrentes de intervenção policial também aumentaram, passando de 19 no ano passado para 26 neste ano. Já os homicídios sem a intenção de matar apresentaram redução de 7,7%, caindo de 209 para 193 (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - Em junho deste ano, foram registrados 362 homicídios dolosos – aqueles com intenção de matar – no Rio de Janeiro, alta de 14,9% ante o mesmo mês em 2012, segundo informações divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Estado.

Os homicídios decorrentes de intervenção policial também aumentaram, passando de 19 casos no ano passado para 26 neste ano. Já os homicídios culposos (sem a intenção de matar), apresentaram redução de 7,7%, caindo de 209 em junho de 2012 para 193 em junho deste ano.

Os casos de latrocínio – roubo seguido de morte – aumentara de 9 casos em 2012 para 16 casos este ano, enquanto as lesões corporais seguidas de morte passaram de quatro para cinco casos no mesmo período.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email