Hospitais de campanha de SP já atenderam 2 mil pacientes e evitam 'colapso'

A Prefeitura de São Paulo disse hoje que os leitos adicionais criados nos hospitais de campanha foram os responsáveis por evitar um "colapso" do sistema público de saúde

Hospital de Campanha de Combate ao coronavírus no estádio do Pacaembú
Hospital de Campanha de Combate ao coronavírus no estádio do Pacaembú (Foto: Governo do Estado de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Prefeitura de São Paulo disse hoje que os leitos adicionais criados nos hospitais de campanha foram os responsáveis por evitar um "colapso" do sistema público de saúde como consequência da pandemia do coronavírus. Segundo a gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB), mais de 2.000 pessoas foram atendidas pelas unidades temporárias do Anhembi e do estádio do Pacaembu.

"Os hospitais de campanha que inauguramos há mais de um mês estão sendo um pulmão absolutamente imprescindível para o sistema de saúde", disse o secretário de saúde municipal, Edson Aparecido dos Santos, em entrevista à Globonews.

"Mais de 2.000 pessoas já passaram pelos dois hospitais de campanha. Imagina se essas pessoas estivessem na porta de hospitais, seguramente já teríamos chegado ao colapso da rede hospitalar", completou o secretário.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247