Jandira celebra votação contra 'autos de resistência'

A deputada Jandir Feghali (PCdoB-RJ comemorou o acordo para a votação, na próxima quarta, do projeto que aumenta o rigor contra os chamados "autos de resistência", termo técnico usado pela política para justificar as mortes de jovens negros nas periferias

A deputada Jandir Feghali (PCdoB-RJ comemorou o acordo para a votação, na próxima quarta, do projeto que aumenta o rigor contra os chamados "autos de resistência", termo técnico usado pela política para justificar as mortes de jovens negros nas periferias
A deputada Jandir Feghali (PCdoB-RJ comemorou o acordo para a votação, na próxima quarta, do projeto que aumenta o rigor contra os chamados "autos de resistência", termo técnico usado pela política para justificar as mortes de jovens negros nas periferias (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - A deputada Jandir Feghali (PCdoB-RJ comemorou o acordo para a votação, na próxima quarta, do projeto que aumenta o rigor contra os chamados "autos de resistência", termo técnico usado pela política para justificar as mortes de jovens negros nas periferias.

Abaixo, texto e vídeo postados por ela no Facebook:

Depois de intensas reuniões de movimentos sociais e deputados do PCdoB e PT com o presidente da Câmara, conseguimos finalmente acordo para votar o PL 4471/12, que aumenta o rigor contra os autos de resistência. Demanda urgente de um país afogado nos homicídios contra população negra e jovem. Será dia 10, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Mobilizem!

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email