Juiz Bretas demonstra novamente apoio a Bolsonaro ao aderir a jejum contra coronavírus

Juiz da Lava Jato anunciou que fará jejum no próximo domingo, 5, numa campanha lançada por Bolsonaro e líderes evangélicos em meio à pandemia de covid-19. "Farei parte desta Corrente. E que o nome do Senhor seja glorificado!", diz Bretas

Marcelo Bretas e Jair Bolsonaro
Marcelo Bretas e Jair Bolsonaro (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz Marcelo Bretas, responsável por julgar as ações da Lava Jato no Rio de Janeiro, anunciou nesta sexta-feira, 3, que fará jejum no próximo domingo, 5, contra a pandemia do novo coronavírus. 

"Farei parte desta Corrente. E que o nome do Senhor seja glorificado! #jejumnacional #JejumPeloBrasil", escreveu Bretas pelo Twitter, ao compartilhar banner com imagem de Jair Bolsonaro sobre o assunto.

Bolsonaro tem sido criticado pela população por atuar de maneira contrária às recomendações internacionais em relação ao coronavírus. Nesta sexta, ele foi denunciado ao Tribunal Penal Internacional (TPI) por crime contra a humanidade e pelas atitudes irresponsáveis que tomou ao colocar a vida da população brasileira em risco (leia mais no Brasil 247). 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email