Jungmann nega envio de tropas federais para o Rio durante o Carnaval

Ministro da Defesa, Raul Jungmann, negou o envio de tropas federais para atuarem durante o Carnaval do Rio de Janeiro como solicitado pelo prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (PRB); segundo Jungmann, as forças de segurança do Rio de janeiro possuem total condição de garantir a tranquilidade durante as festividades e o envio de militares para auxiliar no trabalho de segurança durante o Carnaval poderia abrir um precedente constrangedor para que outros estados também possam fazer solicitações do gênero

Ministro da Defesa, Raul Jungmann, negou o envio de tropas federais para atuarem durante o Carnaval do Rio de Janeiro como solicitado pelo prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (PRB); segundo Jungmann, as forças de segurança do Rio de janeiro possuem total condição de garantir a tranquilidade durante as festividades e o envio de militares para auxiliar no trabalho de segurança durante o Carnaval poderia abrir um precedente constrangedor para que outros estados também possam fazer solicitações do gênero
Ministro da Defesa, Raul Jungmann, negou o envio de tropas federais para atuarem durante o Carnaval do Rio de Janeiro como solicitado pelo prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (PRB); segundo Jungmann, as forças de segurança do Rio de janeiro possuem total condição de garantir a tranquilidade durante as festividades e o envio de militares para auxiliar no trabalho de segurança durante o Carnaval poderia abrir um precedente constrangedor para que outros estados também possam fazer solicitações do gênero (Foto: Paulo Emílio)

Rio 247 - O ministro da Defesa, Raul Jungmann, negou o envio de tropas federais para atuarem durante o Carnaval do Rio de Janeiro como solicitado pelo prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (PRB). Segundo Jungmann, as forças de segurança do Rio de janeiro possuem total condição de garantir a segurança durante as festividades.

Para o ministro, o envio de militares para auxiliar no trabalho de segurança durante o Carnaval poderia abrir um precedente constrangedor para que outros estados também possam fazer solicitações do gênero.

Para o governador do Rio de Janeiro, , Luiz Fernando Pezão (MDB), que nesta sexta-feira (12) participou de uma reunião com Jungmann e o ministro da Justiça, Torquato Jardim, o refrço da segurança durante o Carnaval é desnecessário. "Sempre fizemos Carnaval com nossos policiais. Não estamos dando férias e vai precisar do RAS [Regime Adicional de Serviço, quando PMs trabalham no dia de folga]. Já autorizamos o RAS", Luiz Fernando Pezão afirmou Pezão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247