Justiça de São Paulo manda Frota tirar do ar fake news contra Boulos

Em maio do ano passado, quando Guilherme Boulos era pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL, o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), na época defensor de Jair Bolsonaro, afirmou que Boulos seria o herdeiro de uma casa de alto padrão na Vila Mariana – imóvel que pertenceria ao médico e professor universitário Marcos Boulos, pai do ativista

247 - A 1ª Vara de Juizado Especial Cível, de São Paulo, concluiu que o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) distribuiu fake news em suas redes sociais contra o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, e determinou que o conteúdo seja retirado do ar. Em maio do ano passado, quando Boulos era pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL, o tucano, na época defensor de Jair Bolsonaro, afirmou que Boulos seria o herdeiro de uma casa de alto padrão na Vila Mariana – imóvel que pertenceria ao médico e professor universitário Marcos Boulos, pai do ativista.

"Ocorre que conforme documentos anexados a fls. 11/18 e esclarecido na inicial, as informações veiculadas no vídeo e transcritas a fls. 02 não correspondem à realidade, pois o terreno em questão não pertence nem pertenceu à família do requerente, mas apenas a pessoas de mesmo sobrenome", diz o despacho. 

"Desta forma e para evitar a divulgação de informações inverídicas (e no caso se tratava de período eleitoral), resta tornar definitiva a tutela concedida a fls., para retirada do vídeo em questão da internet, uma vez que a liberdade de expressão, livre manifestação do pensamento e direito à informação não se confundem com a possibilidade de divulgar dados equivocados e que não correspondem à realidade", continua. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247