Justiça determina envio de dados de 12 anos de viagens de Flávio Bolsonaro

No âmbito das investigações sobre um esquema de corrupção na Assembleia Legislativa do Rio, o Judiciário determinou que a agência de viagens Decolar.com entregue ao MP-RJ dados do senador Flávio Bolsonaro, ex-deputado estadual, e de sua mulher, Fernanda Antunes Figueira Bolsonaro, como datas, origens e destinos de viagens, valores pagos e formas de pagamentos

Senador Flávio Bolsonaro
Senador Flávio Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz Flávio Itabaiana Oliveira Nicolau, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), determinou que a agência de viagens Decolar.com entregue ao Ministério Público (MP-RJ) informações sobre viagens feitas pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e de sua mulher, Fernanda Antunes Figueira Bolsonaro, entre 1º de janeiro de 2007 e 17 de dezembro de 2018, quando era deputado estadual. Ele é investigado por lavagem de dinheiro. O MP-RJ pediu dados como datas, origens e destinos das viagens, nomes dos passageiros indicados nos bilhetes, produtos contratados (pacotes turísticos, hotéis, transporte), valores pagos e formas de pagamentos. 

O Judiciário do Rio investiga o filho de Jair Bolsonaro por causa de um esquema de lavagem de dinheiro na Assembleia Legislativa do Rio. Nesta quinta-feira (18), a polícia de São Paulo prendeu Fabrício Queiroz, ex-assessor do parlamentar na Alerj. 

De acordo com documentos judiciais, os dados são importantes para investigação, para indicar "o caminho traçado pelo dinheiro e, inclusive, se os investigados têm renda compatível com os gastos". O relato foi publicado no portal Uol.

A Decolar.com recorreu duas vezes ao TJ-RJ alegando que fornecer os dados violariam o direito à intimidade dos investigados, mas não ganhou a causa. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247