Justiça libera Andriana Ancelmo para prisão domiciliar

Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, determinou que Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, vá para prisão domiciliar; defesa argumentava que Adriana tem dois filhos menores que estão sem a presença da mãe e do pai, já que Cabral também está preso. Bretas então determinou a conversão da prisão da Adriana Anselmo em prisão domiciliar

Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, determinou que Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, vá para prisão domiciliar; defesa argumentava que Adriana tem dois filhos menores que estão sem a presença da mãe e do pai, já que Cabral também está preso. Bretas então determinou a conversão da prisão da Adriana Anselmo em prisão domiciliar
Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, determinou que Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, vá para prisão domiciliar; defesa argumentava que Adriana tem dois filhos menores que estão sem a presença da mãe e do pai, já que Cabral também está preso. Bretas então determinou a conversão da prisão da Adriana Anselmo em prisão domiciliar (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Jornal do Brasil - O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, determinou que Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, vá para prisão domiciliar.

A defesa argumentava que Adriana tem dois filhos menores que estão sem a presença da mãe e do pai, já que Cabral também está preso. Bretas então determinou a conversão da prisão da Adriana Anselmo em prisão domiciliar.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247