Justiça rejeita ação de improbidade administrativa contra Haddad

Ex-prefeito de São Paulo virou réu em novembro do ano passado. Ação do MP-SP apontou suposto pedido de R$ 3 milhões para quitar dívidas de campanha, com base em delação do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC

Denúncia oferecida contra Fernando Haddad é inepta, vazia e leviana
Denúncia oferecida contra Fernando Haddad é inepta, vazia e leviana (Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Justiça rejeitou ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, em ação apresentada pelo Ministério Público de São Paulo, informa a jornalista Mônica Bergamo.

O pedido tinha como base uma delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC.

Haddad virou réu em novembro do ano passado. A ação do MP-SP apontou suposto pedido de R$ 3 milhões pelo então candidato à Prefeitura para quitar dívidas de campanha. 

Em troca, ainda segundo a promotoria, o grupo UTC seria beneficiado com contratos já mantidos com a municipalidade.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247