Lindbergh cobra afastamento de delegado e diz que fascismo não pode ser subestimado

Em vídeo, o senador Lindbergh Farias (PT-RS) cobrou o afastamento do delegado da PF Gastao Schefer Neto, autor do ataque ao acampamento em favor do ex-presidente Lula, nesta sexta-feira (4), durante o "Bom Dia presidente Lula", em Curitiba (PR); o delegado quebrou o equipamento de som, usado para amplificar o bom dia; "Acho que está havendo uma subestimação de setores importantes da sociedade com a escalada de violência política fascista. A PF tem que agir, afastar imediatamente este delegado, tem que abrir sindicância, no mínimo"; assista

Em vídeo, o senador Lindbergh Farias (PT-RS) cobrou o afastamento do delegado da PF Gastao Schefer Neto, autor do ataque ao acampamento em favor do ex-presidente Lula, nesta sexta-feira (4), durante o "Bom Dia presidente Lula", em Curitiba (PR); o delegado quebrou o equipamento de som, usado para amplificar o bom dia; "Acho que está havendo uma subestimação de setores importantes da sociedade com a escalada de violência política fascista. A PF tem que agir, afastar imediatamente este delegado, tem que abrir sindicância, no mínimo"; assista
Em vídeo, o senador Lindbergh Farias (PT-RS) cobrou o afastamento do delegado da PF Gastao Schefer Neto, autor do ataque ao acampamento em favor do ex-presidente Lula, nesta sexta-feira (4), durante o "Bom Dia presidente Lula", em Curitiba (PR); o delegado quebrou o equipamento de som, usado para amplificar o bom dia; "Acho que está havendo uma subestimação de setores importantes da sociedade com a escalada de violência política fascista. A PF tem que agir, afastar imediatamente este delegado, tem que abrir sindicância, no mínimo"; assista (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - O senador Lindbergh Farias (PT-RS) cobrou o afastamento do delegado da Polícia Federal Gastao Schefer Neto, autor do ataque ao acampamento em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta sexa-feira (4), durante o "Bom Dia Lula", em Curitiba (PR), onde ele está preso. O delegado quebrou o equipamento de som, usado para amplificar o bom dia.

"Acho que está havendo uma subestimação de setores importantes da sociedade com a escalada de violência política fascista. (É um ) gesto de provocação. A PF tem que agir, afastar imediatamente este delegado, tem que abrir sindicância, no mínimo", afirmou o parlamentar. "Tem quer ser formada uma frente antifascista", acrescentou.

"É uma escalada (de violência). Temos mais de 50 dias a execução de Marielle. Onde estão os responsáveis? Depois o atentado contra a caravana Lula", continuou Lindbegrh.

O senador acrescentou críticas ao juiz da 2ª Vara Criminal de Petrópolis, Afonso Henrique Castrioto Botelho, que sugeriu "cusparada no meio da fuça, um chute no abundante traseiro ou uma bela bolacha na chocolateira" contra a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (veja aqui). "Não dá para achar que estamos em uma situação normal", disse.

"Estão à espera de quê? De outra vítima? De outra pessoa assassinada? Se o senhores não fizeram nada eu tenho aqui mais de 20 tipos de atentados à Direção Nacional do PT, à sede da CUT, ao PT de Minas Gerias...", lembrou o congressista. Se nada for feito, vamos ter outras vítimas. Outras pessoas assassinadas. Vou na próxima semana ao Ministério da Segurança Pública, vou na direção da Polícia Federal e vou cobrar. Não podem silenciar em cima desse caso desse delegado da PF", complementou.

Inscreva-se na TV 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247