Lindbergh diz que vai à Justiça contra Temer: se apropria do salário mínimo

Em vídeo publicado no Twitter, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou que Michel Temer "está se apropriando de parte do salário mínimo"; "O que diz a lei? Você tem que repor inflação do ano anterior e colocar mais o crescimento econômico. Como não houve crescimento econômico, ele teria que repor a inflação do ano anterior. Qual foi inflação do ano passado? 2.07% e ele deu aumento de 1.81%. Isso é um escândalo", disse; "Vamos à Justiça contra este absurdo"; o percentual citado pelo petista foi a inflação para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, conforme o IPC - Classe 1

Em vídeo publicado no Twitter, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou que Michel Temer "está se apropriando de parte do salário mínimo"; "O que diz a lei? Você tem que repor inflação do ano anterior e colocar mais o crescimento econômico. Como não houve crescimento econômico, ele teria que repor a inflação do ano anterior. Qual foi inflação do ano passado? 2.07% e ele deu aumento de 1.81%. Isso é um escândalo", disse; "Vamos à Justiça contra este absurdo"; o percentual citado pelo petista foi a inflação para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, conforme o IPC - Classe 1
Em vídeo publicado no Twitter, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou que Michel Temer "está se apropriando de parte do salário mínimo"; "O que diz a lei? Você tem que repor inflação do ano anterior e colocar mais o crescimento econômico. Como não houve crescimento econômico, ele teria que repor a inflação do ano anterior. Qual foi inflação do ano passado? 2.07% e ele deu aumento de 1.81%. Isso é um escândalo", disse; "Vamos à Justiça contra este absurdo"; o percentual citado pelo petista foi a inflação para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, conforme o IPC - Classe 1 (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Em vídeo publicado nesta terça-feira (27) em sua conta no Twitter, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) anunciou que irá à Justiça contra o governo Michel Temer. De acordo com o parlamentar, o emedebista "está se apropriando de parte do salário mínimo".

"O que diz a lei? Você tem que repor inflação do ano anterior e colocar mais o crescimento econômico. Como não houve crescimento econômico, ele teria que report a inflação do ano anterior. Qual foi inflação do ano passado? 2.07% e ele deu aumento de 1.81%. Isso é um escândalo. Está prejudicando aposentados, pensionistas. Já é o segundo ano seguido que ele faz isso. Ao mesmo tempo está dando isenções para grandes empresas, para os brancos. Mais uma maldade do governo Temer contra os trabalhadores, mas nós vamos à Justiça contra este absurdo", disse.

De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a variação de preços da cesta de compras para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, o governo fechou 2017 com uma taxa de 2,07%. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247