Lindbergh rebate Bolsonaro: você é, sim, responsável pela escalada do fascismo

Senador do PT respondeu a um vídeo publicado por Jair Bolsonaro contra ele, depois que Lindbergh Farias responsabilizou o deputado, entre outros fatores, como Moro e Globo, pelo atentado a tiros contra o acampamento em Curitiba; "O candidato fascista, porta-voz do ódio, que já simulou uma arma com os dedos e 'atirou' num boneco do Lula, resolveu abrir guerra contra mim. Repito o que eu falei: Bolsonaro, vc é sim responsável pela escalada do fascismo e da intolerância!"

Senador do PT respondeu a um vídeo publicado por Jair Bolsonaro contra ele, depois que Lindbergh Farias responsabilizou o deputado, entre outros fatores, como Moro e Globo, pelo atentado a tiros contra o acampamento em Curitiba; "O candidato fascista, porta-voz do ódio, que já simulou uma arma com os dedos e 'atirou' num boneco do Lula, resolveu abrir guerra contra mim. Repito o que eu falei: Bolsonaro, vc é sim responsável pela escalada do fascismo e da intolerância!"
Senador do PT respondeu a um vídeo publicado por Jair Bolsonaro contra ele, depois que Lindbergh Farias responsabilizou o deputado, entre outros fatores, como Moro e Globo, pelo atentado a tiros contra o acampamento em Curitiba; "O candidato fascista, porta-voz do ódio, que já simulou uma arma com os dedos e 'atirou' num boneco do Lula, resolveu abrir guerra contra mim. Repito o que eu falei: Bolsonaro, vc é sim responsável pela escalada do fascismo e da intolerância!" (Foto: Gisele Federicce)

Rio 247 - O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) respondeu no Twitter a um vídeo publicado por Jair Bolsonaro (PSL-RJ) contra ele, depois que o petista responsabilizou o deputado, entre outros fatores, como os discursos de Sergio Moro e da TV Globo, pelo atentado a tiros contra o acampamento em Curitiba.

"O candidato fascista, porta-voz do ódio, que já simulou uma arma com os dedos e 'atirou' num boneco do Lula, resolveu abrir guerra contra mim. Repito o que eu falei: Bolsonaro, vc é sim responsável pela escalada do fascismo e da intolerância!", rebateu Lindbergh.

No vídeo, Bolsonaro disse que Lindbergh, "mais cedo ou mais tarde, vai se juntar a Lula". Antes, Lindbergh havia apontado responsáveis pelo ataque a militantes pró-Lula, citando "campanha de ódio" disseminada pela Rede Globo, que segundo ele está "sustentando o movimento neofascista no Brasil". "Depois tem o Bolsonaro, com esse discurso de intolerância. E o juiz Sergio Moro também é responsável, com essa campanha feita contra o presidente Lula, o PT e as esquerdas desse país", completou (leia mais).

Ao vivo na TV 247 Youtube 247