Lula e Bolsonaro estão tecnicamente empatados no Rio, diz pesquisa

Levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que o ex-presidente Lula tem 30,3% da preferência do eleitorado fluminense contra 34,2% de Jair Bolsonaro

Lua e Jair Bolsonaro
Lua e Jair Bolsonaro (Foto: Ricardo Stuckert | REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está empatado tecnicamente com Jair Bolsonaro entre os eleitores do Rio de Janeiro na disputa presidencial de 2022.

No primeiro cenário, em que aparecem os nomes  do ex-juiz Sergio Moro - condenado por parcialidade contra o ex-presidente Lula - e do apresentador Luciano Huck, Jair Bolsonaro tem 34,2% da preferência do eleitorado fluminense e o ex-presidente Lula aparece com 30,3%. Moro e Ciro Gomes (PDT) aparecem empatados com 4,5% e 4,1%, respectivamente. Em seguida, aparecem Luciano Huck com 3,5% e João Doria (PSDB) com 2%. João Amoedo (Novo) e o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM) também estão empatados com 1,9% das intenções de votos.

Em outro cenário apresentado pelo levantamento, sem os nomes de Moro e Huck, Bolsonaro aparece com 35,5% e Lula com 32,2%. Em seguida estão Ciro Gomes (5,1%) e Doria (2,9%). Mandetta e Amoedo estão tecnicamente empatados com 2,7% e 2,3%, respectivamente.

A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas telefônicas sem o uso de robôs e ouviu 1.530 eleitores de 44 municípios do Rio de Janeiro, entre os dias 28 de maio e 1 de junho. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. 

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email