Maioria do PMDB do Rio decide deixar governo Dilma

O ex-governador Sérgio Cabral, o governador Luiz Fernando Pezão e o prefeito Eduardo Paes não comparecerão à reunião na terça (29), mas seus suplentes votarão pela saída do governo; o PMDB do Rio tem 12 representantes no Diretório Nacional; o ministro Celso Pansera e o líder do PMDB na Câmara Leonardo Picciani votarão contra a saída do governo  

O ex-governador Sérgio Cabral, o governador Luiz Fernando Pezão e o prefeito Eduardo Paes não comparecerão à reunião na terça (29), mas seus suplentes votarão pela saída do governo; o PMDB do Rio tem 12 representantes no Diretório Nacional; o ministro Celso Pansera e o líder do PMDB na Câmara Leonardo Picciani votarão contra a saída do governo
 
O ex-governador Sérgio Cabral, o governador Luiz Fernando Pezão e o prefeito Eduardo Paes não comparecerão à reunião na terça (29), mas seus suplentes votarão pela saída do governo; o PMDB do Rio tem 12 representantes no Diretório Nacional; o ministro Celso Pansera e o líder do PMDB na Câmara Leonardo Picciani votarão contra a saída do governo   (Foto: Valter Lima)

247 - A maioria dos integrantes do PMDB do Rio deverá votar pela saída do partido do governo federal. O diretório tem 12 representantes no Diretório Nacional. 

O ex-governador Sérgio Cabral, o governador Luiz Fernando Pezão e o prefeito Eduardo Paes não comparecerão à reunião na terça-feira (29), mas seus suplentes votarão pela saída do governo. O presidente do partido no estado, Jorge Picciani, também deve votar pelo desembarque.

O ministro Celso Pansera e o líder do PMDB na Câmara Leonardo Picciani votarão contra a saída do governo.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247