Mais de 400 PMs do Rio receberam auxílio emergencial indevidamente, aponta CGU

Um cruzamento de dados feito pela CGU e o TCE-RJ apontou que 401 policiais militares do estado receberam o auxílio emergencial do governo federal indevidamente

Polícia Militar do Rio de Janeiro
Polícia Militar do Rio de Janeiro (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um cruzamento de dados feito pela Corregedoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas do Rio de Janeiro apontou que 401 policiais militares do estado receberam o auxílio emergencial de R$ 600 indevidamente. A informação foi publicada pelo jornal Extra

De acordo com relatórios elaborados por unidades da PM, ao menos 29 policiais receberam o auxílio e outros 291 tiveram a solicitação negada. Pela regra, quem tem emprego formal ativo não pode ter acesso ao benefício. 

A presidente do TCE-RJ, Marianna Montebello Willeman, enviou os dados no dia 23 de junho ao coronel Rogério Figueredo. "As condutas de solicitação e de recebimento do auxílio emergencial, mediante inserção ou declaração de informações falsas em sistemas de solicitação do benefício, podem caracterizar os crimes de falsidade ideológica e estelionato", disse ela. 

De acordo com a CGU, órgãos do governo federal já receberam 10 mil denúncias sobre possíveis fraudes no auxílio emergencial em dois meses.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email