Mais de 400 PMs do Rio receberam auxílio emergencial indevidamente, aponta CGU

Um cruzamento de dados feito pela CGU e o TCE-RJ apontou que 401 policiais militares do estado receberam o auxílio emergencial do governo federal indevidamente

Polícia Militar do Rio de Janeiro
Polícia Militar do Rio de Janeiro (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um cruzamento de dados feito pela Corregedoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas do Rio de Janeiro apontou que 401 policiais militares do estado receberam o auxílio emergencial de R$ 600 indevidamente. A informação foi publicada pelo jornal Extra

De acordo com relatórios elaborados por unidades da PM, ao menos 29 policiais receberam o auxílio e outros 291 tiveram a solicitação negada. Pela regra, quem tem emprego formal ativo não pode ter acesso ao benefício. 

A presidente do TCE-RJ, Marianna Montebello Willeman, enviou os dados no dia 23 de junho ao coronel Rogério Figueredo. "As condutas de solicitação e de recebimento do auxílio emergencial, mediante inserção ou declaração de informações falsas em sistemas de solicitação do benefício, podem caracterizar os crimes de falsidade ideológica e estelionato", disse ela. 

De acordo com a CGU, órgãos do governo federal já receberam 10 mil denúncias sobre possíveis fraudes no auxílio emergencial em dois meses.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247