Major condenado por morte de Amarildo é reintegrado à PM do RJ

A Secretaria de Estado da Polícia Militar do Rio de Janeiro reintegrou à Polícia Militar na última quinta-feira (28) o major Edson Raimundo dos Santos, condenado por tortura e desaparecimento do corpo do pedreiro Amarildo de Souza

A abolição, o genocídio do povo negro e o racismo nas favelas
A abolição, o genocídio do povo negro e o racismo nas favelas (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Secretaria de Estado da Polícia Militar do Rio de Janeiro reintegrou à Polícia Militar na última quinta-feira (28) o major Edson Raimundo dos Santos, condenado por tortura e desaparecimento do corpo do pedreiro Amarildo de Souza, crime ocorrido em 2013.  A informação é do portal UOL. 

Segundo a reportagem, a reintegração, publicada no Diário Oficial do Estado na última sexta-feira (29), foi assinada pelo secretário da pasta, coronel Rogério Figueiredo de Lacerda.

Desde dezembro de 2019, o major da PM, que foi condenado a 13 anos e sete meses de prisão, conta com o benefício da liberdade condicional.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email