Manifestantes cercaram delegacia contra prisão de jovem no Rio

Eles pertencem ao grupo Black Blocs e pedem a saída do governador Sérgio Cabral, o aprofundamento das investigações sobre o desaparecimento de Amarildo e protestam contra a forma como foi instalada a CPI dos Ônibus, na Câmara Municipal. Houve confronto com a polícia, quando grupo ocupou a escadaria da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj). Jovem detido é acusado de depredar agência bancária

Eles pertencem ao grupo Black Blocs e pedem a saída do governador Sérgio Cabral, o aprofundamento das investigações sobre o desaparecimento de Amarildo e protestam contra a forma como foi instalada a CPI dos Ônibus, na Câmara Municipal. Houve confronto com a polícia, quando grupo ocupou a escadaria da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj). Jovem detido é acusado de depredar agência bancária
Eles pertencem ao grupo Black Blocs e pedem a saída do governador Sérgio Cabral, o aprofundamento das investigações sobre o desaparecimento de Amarildo e protestam contra a forma como foi instalada a CPI dos Ônibus, na Câmara Municipal. Houve confronto com a polícia, quando grupo ocupou a escadaria da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj). Jovem detido é acusado de depredar agência bancária (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – Manifestantes que fizeram um protesto na noite de ontem (19) pelas ruas centrais do Rio decidiram cercar a frente da 5ª Delegacia de Polícia (DP), na Lapa, para onde foi levado detido um jovem acusado pela Polícia Militar de ter quebrado com uma pedra a vidraça de uma agência bancária. Os PMs que fizeram a segurança durante todo o trajeto da manifestação se deslocaram para a DP para evitar atos de vandalismo.

Os manifestantes pertencem ao grupo Black Blocs e mais cedo entraram em confronto com a polícia, quando ocuparam a escadaria da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj). Os policiais dispersaram o grupo com cassetetes e armas de choque, o que fez os ativistas saírem em direção à Rua da Assembleia, onde jogaram sacos de lixo no meio da via e acabaram quebrando a vidraça da agência bancária, ato atribuído ao jovem detido.

Cerca de 200 manifestantes participaram do protesto, segundo a PM. Eles pedem a saída do governador Sérgio Cabral, o aprofundamento das investigações sobre o desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza e protestam contra a forma como foi instalada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Ônibus, na Câmara Municipal.

Edição: Fábio Massalli

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email