Manifestantes protestam contra morte de João Alberto em shopping no Rio

Os manifestantes circularam em passeata pelo shopping gritando "Assassino Carrefour!". Clientes que estavam no shopping se juntaram ao grupo e passaram a circular com os ativistas

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Manifestantes ocuparam a entrada do supermercado Carrefour do Norte Shopping, na Zona Norte do Rio, neste domingo (22), contra o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, espancado até a morte por seguranças do supermercado.

Manifestantes empunharam uma faixa com os dizeres "Justiça para Beto! Carrefour tem as mãos sujas de sangue negro" e "Fora Bolsonaro e Mourão".

Tanto Bolsonaro quanto o seu vice, Hamilton Mourão, minimizaram o crime e negaram que exista racismo no Brasil. Segundo Bolsonaro, tensões raciais são importadas e "alheias" à história do país.

O supermercado funcionava normalmente, mas o protesto fez a unidade ser fechada. Os manifestantes circularam em passeata pelo shopping gritando "Assassino Carrefour!". Clientes que estavam no shopping se juntaram ao grupo e passaram a circular com os ativistas.

Em nota, o supermercado disse que compreende o protesto. "O Carrefour entende que as manifestações que estão ocorrendo são legítimas. Nós compartilhamos do mesmo sentimento e estamos à disposição para criar um debate com a sociedade, buscando soluções para que casos como este não voltem a acontecer".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247