Mesmo com anúncio de greve, ônibus circulam no Rio

Apesar da greve anunciada pelos motoristas e cobradores na cidade do Rio de Janeiro, a circulação de ônibus no Grande Rio não foi prejudicada; o Sindicato dos Motoristas e Cobradores aprovou, em assembleia, a paralisação em protesto contra as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo governo federal; em nota, a RioÔnibus, que representa as empresas de ônibus, informou que os consórcios da cidade do Rio de Janeiro mantêm o planejamento para uma operação normal

Apesar da greve anunciada pelos motoristas e cobradores na cidade do Rio de Janeiro, a circulação de ônibus no Grande Rio não foi prejudicada; o Sindicato dos Motoristas e Cobradores aprovou, em assembleia, a paralisação em protesto contra as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo governo federal; em nota, a RioÔnibus, que representa as empresas de ônibus, informou que os consórcios da cidade do Rio de Janeiro mantêm o planejamento para uma operação normal
Apesar da greve anunciada pelos motoristas e cobradores na cidade do Rio de Janeiro, a circulação de ônibus no Grande Rio não foi prejudicada; o Sindicato dos Motoristas e Cobradores aprovou, em assembleia, a paralisação em protesto contra as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo governo federal; em nota, a RioÔnibus, que representa as empresas de ônibus, informou que os consórcios da cidade do Rio de Janeiro mantêm o planejamento para uma operação normal (Foto: Leonardo Lucena)

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Apesar da greve anunciada pelos motoristas e cobradores na cidade do Rio de Janeiro, a circulação de ônibus no Grande Rio não foi prejudicada. O Sindicato dos Motoristas e Cobradores aprovou nessa terça-feira (14), em assembleia, a paralisação em protesto contra as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo governo federal.

Por meio de nota, a RioÔnibus, que representa as empresas de ônibus, informou que os consórcios da cidade do Rio de Janeiro mantêm o planejamento para uma operação normal. A prefeitura informou que está monitorando toda a cidade, por conta de possíveis paralisações e manifestações previstas para hoje.

As concessionárias responsáveis pelos trens, metrô, barcas e veículo leve sobre trilhos (VLT) foram orientadas para reforçar suas operações, caso a greve dos rodoviários tenha algum impacto no transporte da população.

Outras categorias, como os professores das redes pública e privada e os bancários, também prometeram paralisações hoje no Rio de Janeiro, em protesto contra as reformas propostas pelo governo federal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247