Milhares vão às ruas no Rio protestar contra Temer e Pezão

Representantes de movimentos sociais, partidos políticos, educadores, estudantes e cidadãos insatisfeitos em geral se reuniram no Centro do Rio de Janeiro nesta sexta (11) para protestar contra as medidas de austeridade do governo federal e das autoridades estaduais; eles reclamam da PEC do teto dos gastos públicos e dos atos do governador Luiz Fernando Pezão para tentar equilibrar as finanças do estado, medidas que, segundo eles, ferem os direitos de trabalhadores, pensionistas e outros setores da população; PM falou em cerca de 1 mil pessoas

Representantes de movimentos sociais, partidos políticos, educadores, estudantes e cidadãos insatisfeitos em geral se reuniram no Centro do Rio de Janeiro nesta sexta (11) para protestar contra as medidas de austeridade do governo federal e das autoridades estaduais; eles reclamam da PEC do teto dos gastos públicos e dos atos do governador Luiz Fernando Pezão para tentar equilibrar as finanças do estado, medidas que, segundo eles, ferem os direitos de trabalhadores, pensionistas e outros setores da população; PM falou em cerca de 1 mil pessoas
Representantes de movimentos sociais, partidos políticos, educadores, estudantes e cidadãos insatisfeitos em geral se reuniram no Centro do Rio de Janeiro nesta sexta (11) para protestar contra as medidas de austeridade do governo federal e das autoridades estaduais; eles reclamam da PEC do teto dos gastos públicos e dos atos do governador Luiz Fernando Pezão para tentar equilibrar as finanças do estado, medidas que, segundo eles, ferem os direitos de trabalhadores, pensionistas e outros setores da população; PM falou em cerca de 1 mil pessoas (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - Representantes de movimentos sociais, partidos políticos, educadores, estudantes e cidadãos insatisfeitos em geral se reuniram no Centro do Rio de Janeiro nesta sexta-feira para protestar contra as medidas de austeridade do governo federal e das autoridades estaduais.

O protesto teve início pouco depois das 17h, na regão da Candelária. Os manifestantes depois marcharam em direção à Assembleia Legislativa (Alerj). Eles reclamam da PEC do teto dos gastos públicos e dos atos do governador Luiz Fernando Pezão para tentar equilibrar as finanças do estado, medidas que, segundo eles, ferem os direitos de trabalhadores, pensionistas e outros setores da população.

A Polícia Militar disse que a manifestação conta com pouco mais de mil pessoas. Mas os organizadores falam em números muito superiores.

O ato ocorreu de forma pacífica na maior parte do tempo. Na última hora, no entanto, foram registrados confrontos entre um grupo de manifestantes e as forças de segurança. Pelo menos três pessoas foram detidas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247