Militares no Rio: propaganda custou mais que uma e meia vez a tropa

Jornalista Fernando Brito comenta a informação de que o governo de Michel Temer gasta 158% a mais com propaganda da ação militar no Rio do que com tropas; R$ 1,55 milhão foram destinados às operações e custeio da presença dos agentes da Aeronáutica, Exército e Marinha; e R$ 4 milhões "na divulgação da ação, batizada de O Rio quer Segurança e Paz"; "É o programa 'Minha Bala, Minha Vida' a todo vapor", diz Brito

Jornalista Fernando Brito comenta a informação de que o governo de Michel Temer gasta 158% a mais com propaganda da ação militar no Rio do que com tropas; R$ 1,55 milhão foram destinados às operações e custeio da presença dos agentes da Aeronáutica, Exército e Marinha; e R$ 4 milhões "na divulgação da ação, batizada de O Rio quer Segurança e Paz"; "É o programa 'Minha Bala, Minha Vida' a todo vapor", diz Brito
Jornalista Fernando Brito comenta a informação de que o governo de Michel Temer gasta 158% a mais com propaganda da ação militar no Rio do que com tropas; R$ 1,55 milhão foram destinados às operações e custeio da presença dos agentes da Aeronáutica, Exército e Marinha; e R$ 4 milhões "na divulgação da ação, batizada de O Rio quer Segurança e Paz"; "É o programa 'Minha Bala, Minha Vida' a todo vapor", diz Brito (Foto: Aquiles Lins)

Por Fernando Brito, do Tijolaço - No dia 4 de agosto, escreveu-se aqui:

“(…)está claro que o Governo Federal, a poucos dias da votação do afastamento de Michel Temer usou a Força como instrumento de propaganda, numa operação que teve como “alvo” criar um impacto público que não corresponde ao que se queira fazer com seriedade’.

Doiss meses depois, o UOL, em reportagem feita por Leandro Prazeres e Paula Bianchi, o confirma:  Governo gasta 158% a mais com propaganda da ação militar no Rio do que com tropas.

R$ 1,55 milhão foram destinados às operações e custeio da presença dos agentes da Aeronáutica, Exército e Marinha. E R$ 4 milhões  “na divulgação da ação, batizada de O Rio quer Segurança e Paz“.

Como os anúncios custaram tanto mais que os 8,5 mil homens empregados pelas Forças Armadas, talvez fiquem melhor, coitados, em lugar de chamá-los de tropa falarmos em “propa”

“De acordo com o governo, esse valor foi gasto em propagandas de TV e em “mídia exterior eletrônica” veiculados no Rio, São Paulo e Brasília entre 1 e 17 de agosto. Ao todo, R$ 904 mil partiram da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, e R$ 3,1 milhões de verbas do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário.”

É o programa “Minha Bala, Minha Vida” a todo vapor.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247