Ministério Público pede investigação por injúria racial no caso do entregador humilhado em SP

A promotoria quer que o homem que aparece nas imagens dizendo que Matheus tem "inveja da cor da pele" dele preste depoimento

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público de São Paulo pediu nesta sexta-feira, 14, que a Polícia Civil de Valinhos, interior do estado, investigue como injúria racial o caso do entregador Matheus Pires Barbosa, entregador de aplicativo que foi vítima de racismo em um condomínio de luxo.

A promotoria quer que o homem que aparece nas imagens dizendo que Matheus tem "inveja da cor da pele" dele preste depoimento. A vítima apresentou uma representação criminal contra o ataque.

O MP ainda pede a requisição de imagens de câmeras de segurança do local e de pessoas que possam ter gravado a agressão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247